Home / Mundo / Brasil / Goiás / Wilder Morais é empossado na secretaria de Indústria, Comércio e Serviços

Wilder Morais é empossado na secretaria de Indústria, Comércio e Serviços

Caiado aproveitou para anunciar implantação do Compliance

O governador Ronaldo Caiado empossou nesta terça-feira, dia 12, o secretário de Indústria, Comércio e Serviços, Wilder Morais. A solenidade foi no auditório Mauro Borges, do PPLT, que ficou lotado com a presença de todo o secretariado, deputados federais e estaduais, prefeitos e primeiras-damas.

Caiado fez questão de expressar a confiança no novo auxiliar e pontuou predicativos que o credenciaram para estar à frente da pasta. “O Wilder é uma pessoa que aglutina, o que é fundamental em um momento tão delicado na trajetória de nosso Estado”, afirmou. Também aproveitou para marcar a data de implantação do Programa de Compliance Público do Poder Executivo na Saneago, dia 18 próximo.

O compliance utiliza vários órgãos de controle para garantir que os contratos e licitações estejam corretos e em conformidade com as leis e regras, no intuito de reduzir despesas. Ele será ampliado para todas as secretarias de Estado. Ronaldo Caiado fez questão de agradecer os representantes do Fórum Empresarial presentes na solenidade, destacando que “foram determinantes para que o compliance fizesse parte de seu plano de governo.

Otimista, Wilder assegurou que a Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços vai ser a “mola propulsora” do crescimento do Estado. “Goiás está em uma posição privilegiada, no centro do País. Disse ao Sandro (Mabel) que continuaremos sendo agressivos em incentivos fiscais. Irei atrás das empresas no Brasil inteiro, e também lá fora, para que elas possam vir se instalar aqui no Estado”, projetou. O secretário colocou-se como parceiro de todas as cadeias do setor produtivo.

Em seu discurso, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Sandro Mabel, aprovou a nomeação de Wilder ao cargo por parte de Caiado. “Ao colocar Wilder na Secretaria, o senhor dá um passo importante. Ele é empreendedor, de opinião, moderno, um parceiro desde o primeiro dia que chegou ao senado. O Fórum [Empresarial] tem muita confiança nele”, completou.

Incentivo ao empreendedor
Já empossado, Wilder mencionou a intenção de ampliar o Banco do Povo, instrumento de incentivo ao empreendedorismo. “Vamos emprestar dinheiro para quem quer montar a sua borracharia, comprar a sua máquina de costura, o seu carrinho de espetinho. Vamos dar oportunidade nos 246 municípios, para que essas pessoas tenham condições de produzir o seu próprio sustento e o da sua família”, afirmou.

Referindo-se ao Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO), o secretário se comprometeu a estudar alternativas para que o recurso alcance o número maior de empresas: “São alguns milhões de reais e, como tem dito o Sandro, não poder ficar como está, com poucas empresas no Estado de Goiás”.

Temos que acertar
O governador Ronaldo Caiado reafirmou que o momento exige o esforço coletivo para que Goiás cresça economicamente. “Esse é nosso desafio: mostrar ao País que sabemos governar com prioridade, espírito público, competência técnica e capacidade de gestão. Não podemos admitir que este momento dê errado. Temos que acertar”, assinalou.

Caiado ressaltou que em sua gestão não haverá espaço para interesses políticos e de ordem pessoal. “A população deixou claro nas urnas: quer mudanças significativas! Não faz sentido 6,7 milhões de goianos trabalharem para sustentar a máquina do Estado. Não temos como conviver com desigualdades regionais”, pontuou.

Saúde
Durante o evento, o governador também mencionou sua preocupação com a concentração dos serviços de saúde somente em Goiânia. Ele cumprirá agenda amanhã, em Brasília, para discutir a implantação de policlínicas no interior do Estado. Terá audiência com o presidente do BNDES, Joaquim Levy, para tentar viabilizar recursos para este fim. “Preciso mais do que nunca do aval de vocês (Fórum Empresarial) para que possamos implantar policlínicas no Estado de Goiás, para que a única alternativa de saúde não seja Goiânia”, conclamou o governador.

Ele voltou a lembrar da situação complicada que passa a unidade de referência no atendimento pediátrico. “Se alguém passar pela porta do Materno Infantil, dê uma entrada. Veja as condições que aquelas crianças, recém-nascidas, estão ali passando sem a menor condição de um tratamento digno para que possam superar suas adversidades”, lembrou Caiado.

 

 

 

Fonte. Portal Goiás Agora

Deixe sua opinião

x

Veja também

Mutirão de conciliação na justiça federal em goiás

Nos dias 20, 22, 26, 27 e 29 de agosto, o Centro Judiciário de Conciliação ...

%d blogueiros gostam disto: