Home / Política / “Termino essa eleição agradecido e realizado”, afirma Daniel Vilela

“Termino essa eleição agradecido e realizado”, afirma Daniel Vilela

Em coletiva à imprensa no início da noite de domingo, o deputado federal Daniel Vilela (MDB) fez um balanço positivo do seu desempenho nas eleições e desejou sucesso para o governador eleito, Ronaldo Caiado (DEM). Daniel atribuiu a derrota a uma série de fatores, sendo o principal a onda conservadora nacional que influenciou decisivamente a disputa nos estados. Para o emedebista, o fato de ter começado a eleição como o menos conhecido dentre os candidatos e ter terminado a disputa em 2º lugar, com mais de 470 mil votos, à frente da máquina do governo, mostra uma boa aceitação à sua postulação.

“Termino a eleição com sensação de dever cumprido, agradecido e realizado. Fiz o meu meu melhor, todos meus companheiros também, apresentamos o melhor projeto para Goiás, com propostas criativas. Mas acho que houve um componente emocional que foi muito mais decisivo nesta eleição do que as propostas”, avaliou Daniel Vilela aos jornalistas presentes no diretório do MDB.

Daniel desejou sucesso ao senador Ronaldo Caiado e avaliou que ele terá várias dificuldades para superar na administração do Estado, especialmente no que diz respeito à questão fiscal do Estado. “Desejo sucesso ao senador Ronaldo Caiado nesta missão de governar o Estado. Todos nós queremos ver Goiás se recuperando, crescendo e sendo novamente um Estado de oportunidades”, disse Daniel.

Questionado pela imprensa sobre a avaliação que faz dos motivos da derrota, Daniel disse que ainda era cedo para fazer uma análise precisa, mas que alguns elementos já eram perceptíveis. “Tivemos, desde 1982, a eleição nacional que mais impactou nos estados. Uma onda de conservadorismo, de candidatos considerados de extrema direita conquistando vantagem eleitoral. Mas precisamos depois fazer uma análise mais aprofundada para compreender melhor as razões”, disse, fazendo uma ressalva: “Não ganhamos as eleições, mas acredito que criamos um projeto vitorioso, que cresceu, que conseguiu inclusive superar a máquina governista e ter uma grande votação. Estou com a consciência tranquila de que fizemos um grande trabalho.”

O deputado também agradeceu o apoio dos eleitores pela confiança e também daqueles que não votaram nele, pela acolhida que teve durante a campanha. “Fui bem recebido em todos os municípios por onde passei. Mesmo diante do descrédito da classe política, as pessoas sempre foram muito receptivas. Os goianos são muito acolhedores e tenho muita gratidão por todos, os que votaram e os que não votaram em mim.”

Bom humor

Daniel chegou ao diretório do MDB por volta de 19h40 acompanhado do deputado federal Pedro Chaves, suplente do senador eleito Vanderlan Cardoso, do prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, e seu vice, Veter Martins, do deputado estadual Paulo Cezar Martins, do ex-governador Maguito Vilela,  e de membros do staff de sua campanha. Estava tranquilo e bem humorado. Chegou a arrancar risos dos jornalistas quando respondeu ao questionamento se havia ganhado experiência com a eleição. “Eu queria era ter ganhado a eleição”, disse, em tom de brincadeira, complementando em seguida que uma disputa majoritária é uma grande experiência para qualquer político.

O candidato também aproveitou a oportunidade para parabenizar os demais candidatos majoritários e proporcionais da chapa. “Só tivemos conosco pessoas de bem, grandes parceiros que fizeram um ótimo trabalho. Tive ao meu lado um vice, o Heuler Cruvinel, que é um político muito preparado e uma pessoa espetacular; dois candidatos ao Senado, o Vanderlan e o Agenor, que também fizeram uma bela campanha. Tivemos candidatos a deputado de alto nível, comprometidos com Goiás. Sou muito agradecido pela coligação que conseguimos formar”. Daniel disse aos jornalistas que ainda não pensou em projetos para o futuro e que só vai definir qualquer questão política mais para frente.

 

 

Assessoria MDB-GO

Deixe sua opinião

x

Veja também

Senado inicia votação da reforma da Previdência no dia 24

A reforma da Previdência começará a ser votada no plenário do Senado, em primeiro turno, ...

%d blogueiros gostam disto: