Home / Mundo / Brasil / Cidades / Serviço de Atendimento Domiciliar de Aparecida oferece atenção especializada a pacientes acamados
Foto: Arquivo

Serviço de Atendimento Domiciliar de Aparecida oferece atenção especializada a pacientes acamados

Em Aparecida de Goiânia, pacientes totalmente acamados que possuem dispositivos como traqueostomia e gastrostomia, portadores de câncer e com necessidade de ventilação mecânica podem ser assistidos pelas equipes do Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) em suas residências. Os profissionais realizam ações substitutivas ou complementares às internações hospitalares e capacitam e acompanham familiares e cuidadores. Criado em 2013 e situado na Avenida das Bandeiras, na Vila Brasília, o SAD funciona todos os dias da semana e o ano inteiro, inclusive em feriados, das 7h às 19h, atendendo a pessoas de todas as idades.

As atividades são desenvolvidas por Equipes Multiprofissionais de Atenção Domiciliar (EMAD) e de Apoio (EMAP) que garantem a continuidade dos cuidados necessários aos pacientes, promovem a autonomia dos cuidadores e a humanização dos atendimentos, já que os pacientes estão no conforto do lar. Se necessário, o SAD também fornece oxigenoterapia domiciliar, bem como fraldas e insumos.

A coordenadora do Serviço, a enfermeira Leonora Bombonatti, informa que o Serviço conta com três EMAD compostas por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e técnicos em enfermagem e uma EMAP composta por nutricionista, psicóloga e assistente social. Juntas, as equipes atendem, em média, a 96 pacientes por mês.

Oncologia e grupos de apoio

Leonora ainda ressalta a transformação, em 2018, de uma das EMAD em especializada em oncologia para atender a pacientes portadores de câncer com cuidados paliativos específicos: “Foi uma realização muito importante para nosso município. Essa equipe é a terceira que foi criada em todo o Brasil”, acrescenta Leonora.

Atuando em apoio ao trabalho das equipes, dois grupos do SAD são dirigidos aos cuidadores dos pacientes e àqueles que perderam entes queridos e enfrentram dificuldades no luto. O “Grupo Cuidando de Quem Cuida” é fruto de parceria com a Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás (FEN/UFG) e orienta cuidadores com troca de experiências, vivências e capacitações. Já o “Grupo de Apoio aos Enlutados” dá apoio psicológico e emocional e faz a triagem, quando necessário, de encaminhamentos para a rede de saúde mental.

Reflexo positivo na rede

O secretário de Saúde Alessandro Magalhães destaca que o trabalho do SAD é fundamental para a prevenção e o tratamento de doenças e a reabilitação dos pacientes e acrescenta: “A Atenção Domiciliar verifica aspectos da estrutura familiar e das condições da moradia das pessoas assistidas e orienta no que for preciso. Além do bem-estar do paciente, o SAD contribuiu para melhorar a gestão dos leitos hospitalares e o uso dos recursos e para reduzir a superlotação na rede de Urgência.”

Laços de confiança 

Segundo a psicóloga Patricia Rigoni, da equipe de oncologia, a chegada do pessoal do SAD é um momento de alívio e conforto também para as famílias e os cuidadores: “É complicado ter um paciente que não pode locomover-se e enfrenta uma doença ou uma recuperação delicada. O auxílio profissional é indispensável para quem cuida e para quem é cuidado. Nosso dever é ajudar, ouvir, proteger e orientar e com isso estabelecemos laços de confiança com as pessoas, o que contribuiu significativamente para o sucesso dos procedimentos.”

Como buscar atendimento

O encaminhamento para o SAD é feito via regulação nas Unidades de Saúde de Aparecida. O Serviço também cuida da dispensação de fraldas descartáveis, oxigênio domiciliar, CPAP (Continuous Positive Airway Pressure, máquina que gera fluxo de ar para evitar apnéia) e bolsas de colostomia, estas através de parceria com a Associação de Ostomizados.

Para mais informações:

SAD: Avenida das Bandeiras esquina com Rua Caiapós, Vila Brasília. 
Telefone: 3545-9991

Associação dos Ostomizados: Rua São Vicente, Quadra 94, Lote 13, Setor Jardim Maria Inês.
Telefone: 3248-6549

Fonte: Polliana Martins / Foto: Arquivo

Deixe sua opinião

x

Veja também

23 mil brinquedos foram entregues para crianças carentes de Aparecida

Milhares de crianças foram beneficiadas neste sábado, 07, em 11 regiões da cidade  A Prefeitura ...

%d blogueiros gostam disto: