Home / Saúde / Saúde de Aparecida convoca beneficiários do Bolsa Família para o acompanhamento obrigatório
Foto: Claudivino Antunes

Saúde de Aparecida convoca beneficiários do Bolsa Família para o acompanhamento obrigatório

A Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia (SMS) conclama a todos os beneficiários do Programa Bolsa Família do município para que compareçam à Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de suas residências para realizarem o acompanhamento, requisito obrigatório para a manutenção do benefício e que consiste em monitoração do estado nutricional, do pré-natal e da caderneta da vacinação das crianças. “Convocamos as mulheres com idade entre 14 e 44 anos, as grávidas de qualquer idade e as crianças menores de 7 anos”, esclarece o secretário da pasta, Alessandro Magalhães.

A chefa de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da SMS, Bruna Aniele, explica que o acompanhamento deve ser feito uma vez por semestre, de janeiro até junho (primeira vigência) e depois de julho a dezembro. “Enviamos para cada unidade um mapa com os nomes das famílias da região e, se porventura alguém comparecer a uma unidade que não é a sua referência, essa pessoa será atendida e depois informada a ir no local correto da próxima vez”, avisa ela.

Onde fazer o acompanhamento

Bruna Aniele informa que todas as UBSs fazem esse acompanhamento e também os Cais Nova Era e Colina Azul, o Centro de Saúde Papillon Park, o Centro de Atendimento Ambulatorial, e, especificamente para os moradores da Região do Garavelo, a referência é a UBS Buriti Sereno. Ela ainda reforça que a procura tem sido baixa: “Há pessoas que não sabem que devem fazer o acompanhamento e correm o risco de ter o benefício suspenso ou cancelado. Para facilitar o acesso, também temos unidades que eventualmente abrem aos sábados e participamos de eventos itinerantes da Assistência Social, dentre outros, para abranger o maior número possível de beneficiários”.

Porque fazer o acompanhamento?

Segundo o Ministério da Saúde (MS), a pesagem no Bolsa Família é uma maneira de identificar casos de desnutrição entre os beneficiários e é determinante para o recebimento do pagamento. O peso de cada membro da família é incluído no cadastro e deve ser atualizado a cada seis meses, conforme for solicitado. Para realizar a pesagem os beneficiários precisam se identificar com documentos pessoais e outros, tais como: Certidão de nascimento (menores de idade), RG (maiores de idade), Carteira de vacinação e Cartão do Bolsa Família.

A Política Nacional de Atenção Básica (2017) destaca que é de responsabilidade comum a todos os membros das Equipes que atuam na Atenção Primária acompanhar e registrar no Sistema de Informação da Atenção Básica e no mapa de acompanhamento do Programa Bolsa Família (PBF) as condicionalidades de saúde das famílias beneficiárias. Fonte: Secom/Portal Prefeitura

Deixe sua opinião

x

Veja também

Atualização dos casos de doença pelo coronavírus (Covid-19) em Goiás

Governo de Goiás, por meio da SES-GO, monitora sistematicamente suspeitas de novos casos Publicado: 22 Mai ...

%d blogueiros gostam disto: