Home / Educação / Reajuste anunciado pelo Governo de Goiás aos servidores da Educação será pago em junho

Reajuste anunciado pelo Governo de Goiás aos servidores da Educação será pago em junho

 

A secretária de Estado da Educação, Cultura e Esporte de Goiás, Raquel Teixeira, reiterou nesta quarta-feira, dia 24, que o pagamento de todos os benefícios anunciados este mês pelo Governo de Goiás aos servidores da Educação serão pagos em junho. “Algumas pessoas, para tumultuar, têm tentado questionar essa decisão”, revelou Teixeira. “Aguardem o pagamento de junho”, afirmou em vídeo.

“Em respeito a todos e para evitar que uma pitadinha de insegurança exista na rede, eu venho até aqui reafirmar o seguinte: todos os professores P1 e P4 efetivos terão aumento de 7,64%. Haverá um aumento de 21% para todos os administrativos efetivos, 34% para os temporários, R$ 2 mil de gratificação para os professores em escolas de tempo integral, R$ 500 de vale-alimentação para todos os professores e administrativos e um concurso público para 1 mil vagas”, reafirmou.

Raquel Teixeira ressaltou o esforço do Governo de Goiás em melhorar a remuneração dos trabalhadores da Educação, mesmo num momento em que o Brasil enfrente a mais grave crise econômica da história. “Nenhum estado brasileiro conseguiu fazer isso num momento tão difícil da nossa economia. Isso foi possível graças ao esforço de combate ao desperdício que temos feito na Rede [Estadual da Educação], com apoio de todos vocês. Mas, acima de tudo, graças a decisão política do governador de priorizar a Educação. Ele sabe o que faz. Educação, gente, não é para qualquer um. Educação é para quem entende e é para quem faz com amor”, observou.

Reajustes salariais:

► 21% de reajuste para os administrativos;
► 34% de reajuste para os professores temporários;
► 1.000 vagas para concurso público;
► 7,64% de reajuste para todos os efetivos;
► Concessão de gratificação, de acordo com a escolaridade de cada um, que busca equiparar o salário do quadro transitório ao dos professores do quadro permanente;
► Criação do auxílio-alimentação no valor de R$ 500 para todos os servidores da educação (efetivos e temporários)
► Gratificação para todos os professores das escolas de tempo integral.

Fonte: Redação

Deixe sua opinião

x

Veja também

Governo de Goiás prorroga suspensão de aulas presenciais até 30 de maio

A Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc), em cumprimento ao decreto nº 9.653, ...

%d blogueiros gostam disto: