Home / Política / Projeto de lei quer proibir poder público de favorecer uma única religião
Bancada evangélica na Câmara dos Deputados

Projeto de lei quer proibir poder público de favorecer uma única religião

Um projeto de lei de autoria do defensor do governo Bolsonaro e católico declarado, Celso Russomanno, do Republicanos de São Paulo, promete irritar boa parte dos políticos que levam a religião para dentro do Congresso e do Palácio do Planalto.

projeto de lei 6238/2019, que “institui a Lei Nacional de Liberdade Religiosa”, diz que é vedado ao poder público “criar qualquer benefício ou restrição direcionada a um único segmento religioso sem permitir, disponibilizar ou determinar a inclusão dos demais”.

Ou seja, cultos evangélicos dentro da Câmara, como ocorrem hoje, só seriam autorizados se rituais do candomblé também fossem permitidos.

O texto também diz que é “vedado ao Estado, seja a Administração Direta ou Administração Indireta, a contratação em qualquer modalidade, ainda que por concurso ou licitação, que contenha alguma exigência ou preferência de caráter religioso.”

O artigo 1º diz que “esta lei combate a intolerância religiosa, a discriminação religiosa e as desigualdades criadas em função da fé e do credo religioso que possam atingir, coletiva ou individualmente, os membros da sociedade civil, protegendo e garantindo assim, o direito constitucional fundamental à liberdade religiosa no território brasileiro.”

O projeto institui o dia 25 de maio como Dia Nacional da Liberdade Religiosa, o Prêmio Nacional de Promoção da Liberdade Religiosa, que será concedido, anualmente, na semana do Dia Nacional da Liberdade Religiosa e o Selo Nacional de Promoção da Liberdade Religiosa a ser entregue, anualmente, na semana em que se comemora o Dia Nacional da Liberdade Religiosa.

Como o projeto atinge diretamente a bancada evangélica, que apoia o presidente Jair Bolsonaro, especialistas afirmam que ele não tem chance nenhuma de avançar no Congresso e que já nasceu morto.

Fonte: Revista Época on-line e Agência Câmara

Deixe sua opinião

x

Veja também

Bolsonaro: não existe intenção de privatizar BB e Caixa

O presidente Jair Bolsonaro negou hoje (4) a intenção de privatizar o Banco do Brasil (BB) e ...

%d blogueiros gostam disto: