Home / Segurança / Profissionais do serviço de Motolância do SAMU de Aparecida realizam curso de qualificação da Polícia Rodoviária Federal (PRF)
Foto: Arquivo

Profissionais do serviço de Motolância do SAMU de Aparecida realizam curso de qualificação da Polícia Rodoviária Federal (PRF)

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia salta na frente mais uma vez no quesito inovação ao investir na agilidade do atendimento à população. Após renovar toda a frota de ambulâncias do município, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) também ampliou o serviço de Motolância realizado pelos profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) do município e investe também na formação dos profissionais. O serviço é realizado por técnicos de enfermagem e enfermeiros, que se deslocam via moto, atendendo vítimas em situação de emergência até a chegada das ambulâncias. Para fazer esse tipo de atendimento uma referência, as equipes estão participando de um treinamento especial de seis dias junto à Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O Curso de Formação para Motociclistas do SAMU, ministrado pelo conceituado instrutor Egles Pereira, é 100% presencial e tem carga horária de 60 horas. As aulas tiveram início no último dia 09 e terminam no próximo sábado (14). Estão sendo capacitados profissionais de enfermagem da região metropolitana de Goiás. A Diretora Geral do SAMU 192, Danielly Silvestre Bitencourt e Castro, explica que Aparecida enviou quatro representantes. Os participantes têm a oportunidade de aprender pilotagem defensiva, interrelacionanento, velocidade, maneabilidade e deslocamento. Algumas aulas acontecem no Cartódromo, inclusive com tomadas de tempo.

“São profissionais que já atuam auxiliando o atendimento realizado pelas ambulâncias do SAMU e prestam um excelente serviço. Agora estão sendo capacitados junto à PRF para que possam cumprir de forma ainda mais eficiente as necessidades de atendimentos em Urgência. Dessa forma poderão chegar aos locais mais remotos com maior segurança e agilidade, sempre com a devida atenção às normas de trânsito. As motolâncias apresentam tempo resposta melhor que as ambulâncias. Chegam mais rapidamente e prestam um serviço essencial, que pode inclusive fazer a diferença entre a vida e a morte de vários pacientes” – pontua Danielly.

A PRF explica que para realizar o treinamento os condutores devem possuir habilidade em motocicleta, carteira categoria AB e curso de Condutor de Veículo de Emergência. “A cidade de Aparecida sai à frente de diversas outras grandes cidades do estado, inclusive de Goiânia, que não oferece o serviço. Trata-se de um tipo de atendimento que é bastante utilizado em vários países e que tem melhorado o tempo resposta do atendimento em mais de 15 minutos, que é bastante próximo ao padrão europeu” – conta a diretora do SAMU.

Segundo ela, sempre haverá a necessidade de se obter respostas operacionais mais rápidas, eficazes e seguras por parte do SAMU em detrimento da tendência do tempo resposta ficar cada vez mais prejudicado devido à lentidão do trânsito ou mesmo eventuais problemas de manutenção de algumas vias. Ela explica ainda que, com a aquisição da quarta motocicleta, no valor de R$ 29.900,00, a frota da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) passa a contar com duas duplas de profissionais atuando em quatro veículos.

Fonte: Frederico Noleto / Foto: Arquivo

Deixe sua opinião

x

Veja também

Em Goiás, uma quadrilha é desarticulada a cada dois dias

“No nosso Estado, as nossas polícias não dão chances para a bandidagem crescer”, assegurou o ...

%d blogueiros gostam disto: