Home / Mundo / Brasil / Pedido afastamento de servidores que autorizaram entrada de produtos proibidos no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional
Foto. Reprodução.

Pedido afastamento de servidores que autorizaram entrada de produtos proibidos no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional

Após o recebimento de informações repassadas pelos serviços de inteligência de que, na última sexta-feira, dia 1º de junho, servidores lotados no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia haviam autorizado a entrada de produtos não permitidos no local, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) determinou o imediato afastamento de todos os servidores envolvidos, de plantão no local, bem como a abertura de procedimento administrativo para apuração dos fatos.

Por volta das 18h30, o chefe de equipe da unidade autorizou os policiais militares que trabalhavam na portaria principal do complexo, a permitir a entrada do veículo Toyota Corolla, placa PQW 2576, que, de acordo com a revista realizada, levava cerca de quatro quilos de carnes, dois quilos de tomate e dois quilos de mandioca. Segundo o servidor, um amigo havia mandado os produtos para que eles fizessem um churrasco no local.

De acordo com o que fora apurado até o momento, os produtos foram destinados ao preso Carlos Augusto Ramos, mais conhecido como Carlinhos Cachoeira, que vai responder a procedimento disciplinar.

Comunicação Dgap

Deixe sua opinião

x

Veja também

Lockdown: Witzel fala em bloqueio de estradas e circulação restrita no RJ.

Wilson Witzel (PSC), governador do Rio, enviou, ontem à noite, um ofício ao MP-RJ (Ministério ...

%d blogueiros gostam disto: