Home / Mundo / Brasil / Cidades / Mulheres vítimas de violência terão acolhimento em Anápolis

Mulheres vítimas de violência terão acolhimento em Anápolis

Centro de Referência da Mulher atendeu no ano passado quase 1700 mulheres que sofreram algum tipo de violência doméstica

Responsável por mais de 1.700 atendimentos apenas em 2017, o Centro de Referência da Mulher da Prefeitura de Anápolis vai ampliar ainda mais a sua rede de atenção social. Na próxima quinta-feira, 8 de março, data em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher, será assinado edital de chamamento público para o serviço de acolhimento para mulheres vítimas de violência.
De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho, Emprego e Renda, Rodolfo Valentini, esse suporte é necessário já que muitas mulheres vítimas de violência ainda têm medo de denunciar as agressões. “Elas saem de casa e não sabem pra onde ir. Na quinta-feira, iremos assinar um edital de chamamento público para possibilitar que a Prefeitura  feche parceria com abrigos que irão oferecer um local para receber essas mulheres que foram vítimas de violência”, diz Valentini.
Com atuação no atendimento às vítimas de violência, a psicóloga Karen Moura explica que várias delas chegam encaminhadas de unidades como o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou mesmo pela polícia. “Nós trabalhamos para resgatar a autoestima e para que consigam ferramentas para lidar com situações de crise, ou seja, para que voltem a ser autoras da vida delas. Muitas mulheres chegam psicologicamente fragilizadas e fazemos a acolhida com o objetivo de fortalecê-las”, detalha.
O Centro de Referência da Travessa Francisco Luz Bastos, nº 50, no Centro, atende mulheres que sofreram violência doméstica. Quando a vítima decide fugir de casa e pedir ajuda para se afastar do agressor, esse é o local que vai lhe dar orientações. Foi o que aconteceu com a Juliana Albuquerque. Durante anos, ela sofreu violência doméstica e foi ao Centro em busca de ajuda. Agora superou a situação e se tornou uma voluntária na luta em defesa dos direitos da mulher. Juliana dá palestras contando sua história e como conseguiu dar a volta por cima, ao ponto de ajudar outras vítimas de agressões.
Serviço
Assinatura Edital de Chamamento Público
Serviço de Acolhimento para Mulheres Vítimas de Violência
Data: 8 de março
Horário: 14h
Local: Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Vila Mariana
Endereço: Rua Rio de Janeiro esquina com a Rua Osvaldo Cruz Vila Mariana

Deixe sua opinião

x

Veja também

Sem apoio: sobre medidas contra coronavírus, Caiado se reunirá com prefeitos nesta segunda-feira (18/5) às 18h

O governador Ronaldo Caiado anunciou, na tarde deste domingo (17/5), que irá se reunir com ...

%d blogueiros gostam disto: