Home / Esporte / Incomodado com críticas Kayke alveja recomeço no Goiás
Apresentado pelo Goiás, Kayke vai enfrentar a concorrência de Brenner e Júnior Brandão pela titularidade (Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás EC(

Incomodado com críticas Kayke alveja recomeço no Goiás

Kayke é mais um jogador que busca um recomeço no Goiás. Contratado para o Campeonato Brasileiro, que tem início em três semanas, o jogador ainda não disputou nenhuma partida na temporada. No último ano, defendeu o Bahia e o Fluminense, mas sem sucesso. Ao ser apresentado como reforço esmeraldino, o centroavante não gostou de ser questionado sobre o baixo rendimento em 2018 e prometeu reação.

“Essa é uma pergunta que estou acostumado. É a forma que eu vejo, não só o futebol, mas de um modo geral, a nossa sociedade tem foco maior pela negatividade e para coisas ruins. Dificilmente as pessoas vão falar o que você faz de bom. E o futebol tem uma cobrança natural por conta do meu último ano. Como profissional, eu sei o que passei”, disse o jogador.

O último gol de Kayke foi no dia 30 de janeiro de 2018, na vitória do Bahia sobre o Altos (PI), pela Copa do Nordeste. Desde então não conseguiu mais balançar as redes no tricolor baiano e se transferiu para o Fluminense, clube que também não conseguiu ter sucesso. De forma mais ponderada, o centravante respondeu o questionamento e explicou os problemas.

“Eu tive duas lesões que ainda não tinha tido na carreira. Eu fiquei um mês e meio parado, com lesão no tornozelo, no início do estadual. Posteriormente, machuquei de novo na Copa do Nordeste, lesão no adutor. Fiquei mais um mês e meio parado. Já eram três meses e as coisas não encaminhavam. Recebi uma proposta do Fluminense e decidi voltar para a minha cidade. Mas não é novidade para ninguém a realidade do Fluminense, o clube passa por dificuldades. Foi um ano de aprendizados pelas dificuldades. Agora estou mais forte e experiente”, analisou.

Aos 31 anos de idade, Kayke foi revelado pelo Flamengo e defendeu vários clubes do futebol brasileiro, como Santos, Bahia, ABC, Atlético, Vila Nova e por fim o Fluminense. Após uma série de empréstimos, o jogador retornou para o Yokohama Marinos no início do ano, mas rescindiu o contrato em março, sem ter disputado nenhuma partida na temporada. Livre no mercado, assinou vínculo com o time esmeraldino até dezembro.

Expectativa no Goiás

É uma grande oportunidade de um recomeço, tive algumas boas passagens por grandes clubes. Isso faz parte da nossa carreira. Minha passagem pelo Vila eu tinha 18 anos, hoje tenho 31. Eu era do Flamengo na ocasião, vim emprestado. Já no Atlético, eu joguei muito mais, tem menos tempo, foi em 2014. Fizemos uma boa campanha na Série B, quase subimos. Graças a deus tive grandes oportunidades, fiz 27 gols no ano seguinte, flamengo, santos na Libertadores. Temos de frisar e pegar as coisas boas. A expectativa é que venha esse grande Kayke.

Disputa com Brenner e Júnior Brandão

Para ser bem sincero, não venho para fazer competição. Venho pra ajudar o Goiás da melhor maneira. Com profissionalismo, eu vou buscar meu espaço. Estamos em prol de uma coisa só. Competitividade é natural, estamos no mesmo time.

Experiência internacional

Na minha carreira, neste tempo de profissional, eu tive várias experiências fora do brasil. Joguei mais de cinco anos fora do pais. Tive de aprender outras coisas que não tinha aprendido quando era mais novo. Joguei como segundo atacante, atacante de lado. Futebol pede isso. Mas, claro, que temos uma afinidade melhor aqui ou ali.

Fonte. Sagres Online
THIAGO RABELO

Deixe sua opinião

x

Veja também

Seleção brasileira de basquete joga partida em Anápolis

Equipe disputa amistoso contra o Uruguai, no Ginásio Newton de Faria, como preparação para o ...

%d blogueiros gostam disto: