Home / Economia / Escolha por imóvel decorado assegura praticidade e redução de tempo com obra
Foto: Divulgação

Escolha por imóvel decorado assegura praticidade e redução de tempo com obra

Se antes os apartamentos decorados eram tidos exclusivamente como modelos de projetos arquitetônicos que projetassem a compra do imóvel, nos últimos anos eles se tornaram opção de compra para clientes que buscam praticidade. A possibilidade de evitar preocupação com obra, de pegar a chave do apartamento e poder se mudar imediatamente, somada a benefícios como a redução de gastos com mobiliário e decoração, têm feito com que muitos clientes optem por comprar apartamentos decorados.

A compra de um imóvel decorado é uma tendência que o Brasil exportou, afirma a arquiteta Ana Paula Castro, responsável pelos decorados do Victorian Living Desire, empreendimento de alto padrão da Terral, GPL Incorporadora e Town Desenvolvimento Imobiliário, que em menos de dois meses após o lançamento do decorado, ele foi vendido. “Isso já acontece no mercado americano há um tempo, não existe compra de imóvel sem que ele esteja pronto e decorado. Temos acompanhado essa mudança de comportamento por aqui e é bem forte, tende a ficar. É muito prático você comprar um apartamento e ele estar pronto para consumir. A tendência é ficar cada vez mais forte”.

O tempo, de acordo com a profissional, é o ganho mais valoroso de todo o processo. “O cliente se beneficia com o tempo que economiza, já que hoje o tempo é muito precioso, e é um item de grande valor do mercado. Além disso, não tem desgaste para contratação de mão obra ou escolha de mobiliário. Quando estamos fazendo o projeto, fazemos uma aposta, e essas escolhas vem depois de muita pesquisa de mercado, estudos. Não é uma inspiração divina ou artística como muitos pensam. É muito bom para nós arquitetos saber que o cliente comprou a ideia, isso valida o trabalho do arquiteto que respeita além dos valores de mercado, também respeita as tendências”.

A identificação com a decoração e a praticidade de não ter que lidar com obras foram os principais motivos para que o narrador esportivo Téo José optasse por um imóvel já decorado. “Desde o início a minha esposa gostou muito do apartamento. No meu caso, particularmente, além do bom gosto da decoração, eu gostei da sala integrada com a cozinha. Era aquilo que eu imaginava para o meu apartamento. Entrei e falei: Poxa! É isso que eu quero! Era isso que eu imaginava! Agora uma coisa é você imaginar, a outra é passar para o seu arquiteto e ele conseguir transferir para o papel e para parte prática o que você tinha imaginado”.

A partir do momento em que Téo e a esposa decidiram comprar o imóvel, o processo de mudança durou somente cerca de 60 dias. “É um processo muito rápido e demorou mais por conta de burocracias da minha parte. Para o novo endereço, levamos apenas os nossos objetos pessoais. Foi tudo muito prático. Você não precisa fazer armários, não tem que se preocupar com nenhum tipo de obra. Eu acho que antigamente as pessoas pensavam em ter um apartamento do jeito delas, e isso é bacana, mas quando você entra no imóvel e vê aquilo que você imaginou, é muito mais simples e prático. E foi exatamente isso que aconteceu comigo”, declarou.

Economia

Especialistas afirmam que é possível ao cliente economizar de 25 a 30% com mobiliário e itens de decoração, ao adquirir um apartamento decorado. A compra é igualmente vantajosa para as empresas, que investem nos decorados cerca de 25 a 35% do valor do imóvel, e têm venda garantida, podendo obter cerca de 50% do valor investido nos itens de decoração, por exemplo. Fonte: Pamella Cardoso

Deixe sua opinião

x

Veja também

Mercado imobiliário goiano comemora linha de crédito

Nova modalidade será anunciada nesta quarta-feira (12) pela Caixa Econômica Federal, que também pretende reduzir ...

%d blogueiros gostam disto: