Home / Política / “Distante da população, governo é formado por feudos”, afirma Daniel Vilela

“Distante da população, governo é formado por feudos”, afirma Daniel Vilela

Em entrevista concedida nesta terça-feira à Rádio Sagres 730, o deputado federal Daniel Vilela, presidente do MDB e pré-candidato ao governo de Goiás, não poupou o atual governador, José Eliton (PSDB), de duras críticas quanto à condução estratégica da gestão. Vilela classificou a gestão como “cansada e distante da população” e disse que o governo é formado por feudos. Ele destacou o que considera “equívocos graves” tomados por Eliton, que tomou posse há um mês.

“O atual governador fez esta semana um balanço de 30 dias de gestão no qual comemorou ter conseguido uma cirurgia de hérnia a uma senhora que estava há quatro anos esperando. Quem era o governador nestes anos? Era o padrinho político dele. Ou agora ele não vai assumir que, como vice-governador e secretário em pastas importantes, também fazia parte da gestão?”, questionou o emedebista. “Chega a ser ridículo esse posicionamento”, concluiu.

Daniel Vilela lembrou também a contradição da fala de Eliton no discurso de posse, no qual afirmou ser a mudança política em Goiás. “O próprio José Eliton reconhece que a vontade dos goianos é por mudança. E ele se diz a mudança, mas o primeiro ato como governador foi nomear o cunhado do ex-governador Marconi para um cargo vitalício no Tribunal de Contas dos Municípios. Isto mostra que é uma política que está na hora de ser renovada”, aposta o pré-candidato.

Ainda no debate sobre a Saúde, Daniel Vilela também comentou acerca da decisão do governo de Goiás em assumir o controle da regulação das unidades de Saúde em Goiânia. “É um grande equívoco, pois está tirando recursos de uma outra área da saúde estadual para destinar à regulação. Falam em um gasto de R$ 84 milhões que poderia ser utilizado para outros investimentos na Saúde”, opinou. Vilela afirmou não conseguir compreender qual a razão para esta decisão. 

Em seguida, o deputado federal disparou contra uma das principais características do governo Marconi Perillo e, agora, de José Eliton: a destinação da gestão de diversas áreas de atendimento à população para Organizações Sociais. “A decisão (de assumir a regulação) deve ser para constituir mais uma Organização Social para atender a algum amigo, algum compadre deste governo”, sugeriu. “Este é um governo feito de feudos”, arrematou, lembrando que algumas dessas OSs foram criadas da noite para o dia e assumiram importantes hospitais do Estado sem ter a expertise necessária.

Vilela minimizou a importância de se saber de quem é a regulação na Saúde. “O que a população quer é o atendimento, ninguém quer saber de quem é a regulação. O cidadão quer agendar o seu atendimento pelo celular, por exemplo, que é uma das nossas propostas: ter um banco de dados com o prontuário digital, com a possibilidade de agendar consultas e de checar quantas vagas estão disponíveis e em quais unidades. Assim parte da regulação será feita pelo próprio cidadão. Com a tecnologia, não precisa gastar R$ 84 milhões”, sugeriu.

Reunião

Com grande articulação em Brasília, onde preside a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal, Daniel Vilela também analisou o saldo da reunião ocorrida na última segunda-feira (07) na Prefeitura de Goiânia. Na oportunidade, Daniel Vilela foi recebido pelo prefeito Iris Rezende e, acompanhado do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, discutiram uma forma de conseguir recursos para as obras de prolongamento da Avenida Leste-Oeste.  

Vilela justificou a presença do ministro das Cidades como uma alternativa para garantir investimentos que destravem a obra, que teve promessas de receber recursos estaduais que nunca chegaram. “O governador ainda não cumpriu sua promessa feita em palanque diversas vezes de assinar o contrato de convênio com a Prefeitura de Goiânia. Então, aproveitando a boa gestão e a boa vontade do ministro Alexandre Baldy no Ministério das Cidades, o prefeito Iris Rezende está buscando outra alternativa para concluir esta importante obra de mobilidade”, explicou.

Com um custo aproximado de R$ 120 milhões, a obra da Leste-Oeste deveria receber do Estado o repasse de R$ 35 milhões. “Mas isto nunca foi feito”, lamentou o emedebista. Daniel Vilela elogiou a postura do prefeito Iris Rezende em não se acomodar. “O prefeito Iris é um gestor experiente e cumpridor de seus compromissos. Ele está buscando outros caminhos para entregar a obra. Esperamos que o governador José Eliton, que disse ser um homem de palavra, também cumpra com seu papel e assine este convênio”, cobrou.

Sobre as alianças políticas para a disputa eleitoral, Daniel Vilela reafirmou diálogo com partidos como PSD e com o PP, cujo presidente estadual é o ministro Alexandre Baldy, além de PRTB, Rede, PRP e PDT. Ele ainda aproveitou o tema para rechaçar qualquer aliança ou negociação com o PSDB. “Estes dias estão falando de uma aliança em âmbito nacional. Mas aqui em Goiás é impossível isto acontecer”, sentenciou.

Plano de governo

Daniel Vilela revelou ainda na entrevista que já montou núcleos de trabalho visando a elaboração de um plano de governo. Foram formados grupos temáticos, que estão pesquisando dados e formulando o plano de ações por áreas do Estado, como saúde, educação, segurança, inovação, etc. O próprio pré-candidato tem presidido várias dessas reuniões de trabalho.  

“É o que venho dizendo há muito tempo: queremos apresentar para os goianos um projeto de futuro para o nosso Estado, com uma concepção moderna de administração pública e que traga resultados concretos na vida das pessoas nas mais diversas áreas”, afirmou. Parte das propostas que estão sendo estudadas foram colhidas nas reuniões que o pré-candidato vem mantendo com segmentos da sociedade civil em diversos municípios do Estado.

 

Assessoria de Comunicação – Deputado Federal Daniel Vilela (MDB-GO)

Deixe sua opinião

x

Veja também

Deputado Eduardo Prado solicita investigação das empresas de ônibus

O Deputado Estadual Delegado Eduardo Prado encaminhou ontem, 12, ofício direcionado ao delegado da Delegacia ...

%d blogueiros gostam disto: