Home / Esporte / CLUBE DO GOIÁS: Rafael Moura ressalta condição física e revela proposta “seis vezes maior” do Vila Nova
Túlio Lustosa apresenta Rafael Moura (Foto: Rosiron Rodrigues/GEC)

CLUBE DO GOIÁS: Rafael Moura ressalta condição física e revela proposta “seis vezes maior” do Vila Nova

O Goiás Esporte Clube apresentou na tarde do dia 18, um velho conhecido da torcida. Após uma passagem de destaque em 2010 com o vice-campeonato da Copa Sul-Americana, o atacante Rafael Moura está de volta ao time esmeraldino para a disputa da Série A. Em sua coletiva de apresentação, o atleta de 36 anos ressaltou estar bem fisicamente mesmo tendo feito seu último jogo oficial em dezembro do ano passado. 

“Fisicamente eu estou muito bem. Nestes sete meses sem futebol eu estava praticando corrida, praticando provas pesadas de 10km, 15km, 20km. É uma coisa que não tem nada a ver com o futebol, mas eu sempre gostei de cuidar do meu corpo então fiz isso da melhor forma possível. Ganhei alguns troféus, medalhas, mas isso tudo era visando me apresentar em um clube de uma maneira muito boa e hoje eu me encontro no meu melhor peso, no meu melhor percentual da minha carreira. Ritmo de jogo me falta um pouco, mas acho que a experiência compensa isso”, explicou Rafael que disse estar chegando agora melhor do que quando veio para Goiânia em sua primeira passagem. 

“E só para deixar o torcedor mais tranquilo ainda, em 2010 eu estava com um período de inatividade maior do que o que estou chegando agora. Eu tinha sido afastado por um problema com a diretoria no Athletico Paranaense e estava há oito ou nove meses sem jogar e agora são sete, mas neste período eu não tive “day off”, eu tava treinando todos o dias”, completou. 

Apesar de estar retornando ao time esmeraldino após nove anos, o atacante revelou que o desejo de vestir a camisa esmeraldina era antigo. No entanto, não teve muitas oportunidades. 

“Quero aproveitar minha coletiva inicial para explicar para os torcedores que estão me cobrando nas redes sociais que eu gostaria muito de já ter voltado ao Goiás em outras oportunides, mas que não teve como eu voltar antes. Eu tinha contratos longos com o Fluminense, Internacional e Atlético Mineiro. Em 2016 eu tive a chance e eu queria voltar para cá, mas o diretor de futebol na época não achou viável e a partir do momento que fiquei livre, sempre busquei o retorno para o Goiás. E para deixar o torcedor tranquilo, independente do valor, estão com muita vontade de brigar pela titularidade e por uma vaga no time”, destacou o atleta. 

Mesmo fisicamente não sendo o mesmo daquela época, Rafael Moura garante que a experiência e a liderança serão seu ponto forte nesta retomada no Verdão. 

“Eu sempre tive esse perfil, desde muito novo e já tive muito problema por isso. Quando voê é muito jovem e tem essa personalidade forte, você incomoda outros jogadores, o pessoal da direção. Eu vou continuar cobrando, dando exemplo, é o que eu quero aqui no Goiás. Eu vou usar da minha liderança, da minha cobrança, mas eu aprendi uma coisa: o que eu for cobrar ou fazer, vai ser dentro de campo e no vestiário, na imprensa não mais”. 

E diferentemente daquele ano e das suas passagens por outras equipes, em 2019 o atacante terá um contrato por produtividade com o Goiás. Rafael receberá um valor fixo e um “plus” por partida disputada. 

“Primeiro que é uma novidade fazer esse tipo de contrato, não tinha feito nenhum dessa maneira ao longo da minha carreira. Mas eu prometi que voltaria ao Goiás, era um sonho meu e da minha família. Por várias vezes eu cheguei a me oferecer ao Goiás e não tenho vergonha de dizer isso. Hoje é o menor contrato da minha carreira, nem quando eu tinha 18 anos eu recebia o que recebo aqui, mas isso não é demérito nenhum, foi uma escolha minha. Eu agradeço demais a oportunidade que o Goiás me deu, eu precisava voltar a jogar em alto nível, onde eu me sinto bem, onde a camisa me faz bem e a torida e vocês conhecidos me dão todo suporte. É com muito amor e muita emoção que eu vou voltar a jogar”, afirmou o He-man. 

E por conta do sonho de retornar ao time esmeraldino e de sua idetificação com a torcida, Rafael Moura revelou ter recusado uma proposta do Vila Nova que, financeiramente, foi bem superior à do Goiás. 

“O Vila me procurou, fez uma proposta seis vezes maior que a do Goiás esse ano. Mas com todo respeito ao Vila Nova, a instituição, a todos os profissionais que estão lá, eu seria muito cruel com todos esses anos querendo volta para o Goiás eu acertar com o rival. Acho que não tinha nada a ver. Nunca na minha vida o financeiro me levou para lugar nenhum”, disse Rafael que vai vestir a camisa 8 no Verdão. 

Fonte. Sagres Online / Nathália Freitas

Deixe sua opinião

x

Veja também

Dragão pronto para enfrentar o Brasil-RS nesta sexta às 19h15

O Atlético encerrou a preparação visando o jogo de sexta-feira (23), contra o Brasil-RS. A ...

%d blogueiros gostam disto: