Home / Mundo / Brasil / Cidades / Aparecida vive nova realidade com investimentos em qualidade de vida

Aparecida vive nova realidade com investimentos em qualidade de vida

A Organização das Nações Unidas (ONU) acredita que a criação de espaços públicos seguros, inclusivos e acessíveis pode viabilizar o crescimento sustentável das cidades, garantindo bem-estar e qualidade de vida para os moradores. Tamanha é a preocupação do organismo com essa temática, que a importância dos espaços públicos urbanos está na cravada na Meta 11.7 da ONU para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

O alvo das Nações Unidas é traçado para os próximos 10 anos. Segundo a ONU, a meta é “até 2030, prover acesso universal a áreas verdes e espaços públicos seguros, inclusivos e acessíveis, especialmente para mulheres e crianças, idosos e pessoas com deficiências”. Entre as grandes cidades brasileiras, um bom exemplo de município alinhado a essa meta é Aparecida de Goiânia, que nos últimos três anos construiu mais de 40 praças públicas.

As obras se espalham por toda a cidade e incluem também a revitalização de parques públicos e a construção de quase 80 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas, campos de futebol e pistas de caminhada. O prefeito Gustavo Mendanha justifica que essa expansão de espaços de lazer e esportes em Aparecida é a materialização do compromisso firmado por ele, em 2016, de buscar a melhoria da qualidade de vida da população.

Para dar o exemplo, o próprio prefeito Gustavo adotou um estilo de vida mais saudável, com atividades físicas diárias, e passou a chamar os moradores para correr com ele nos parques da cidade. Depois desse incentivo é cada vez mais comum encontrar famílias aproveitando o Parque da Criança, Parque Elmar Arantes, Parque da Família, Parque Lafaiete Campos Filho e o Parque Ecológico do Tamanduá, todos eles em Aparecida.

Foto: Enio Medeiros

Na atual gestão, a Prefeitura já inaugurou 44 novas praças de lazer. Grande parte delas tem pista de caminhada, bancos de madeira, pergolado, paisagismo, playground, iluminação com lâmpadas de led e academia aberta. Algumas praças têm até campo de futebol com grama sintética. Gustavo defende o investimento e comenta: “Nosso governo tem o compromisso de proporcionar qualidade de vida para a população aparecidense. E isso passa por todas as áreas, como saúde, educação, infraestrutura e esporte, que ajuda muito as pessoas a ter uma vida saudável e mais feliz”.

A intenção da Prefeitura é de entregar 100 novas praças públicas até o fim de 2020. O investimento total nesses espaços é calculado em R$ 2,5 milhões, provenientes do tesouro municipal e oriundos também de emendas parlamentares. O secretário de Desenvolvimento Urbano, Max Menezes, conta que a determinação do prefeito Gustavo Mendanha é de prestigiar toda a cidade com essas melhorias. “Não há nenhum tipo de priorização de bairro A ou B. Queremos fazer praças de forma igualitária nos setores”, acrescenta Max. 

Além da construção das praças, está previsto pela Prefeitura a reforma de mais 66 espaços como esses. A entrega das praças faz parte de um trabalho de embelezamento da cidade de Aparecida. Isso inclui intervenções no paisagismo de vias de grande fluxo do município, a exemplo da Avenida São Paulo, na região da Vila Brasília. A via recebeu novos bancos, peças decorativas, pergolados, pista de passeio e amplos jardins.

A Avenida São Paulo, onde fica o novo viaduto Vereador João Antônio Borges, terá o seu paisagismo inaugurado em breve. Os jardins da via pública passarão a contar com 25 mil flores, que foram plantadas em dois trechos, do viaduto até o Terminal da Vila Brasília e em várias quadras na altura dos setores Vila Alzira e Vila Maria. A Avenida Atlântica, no Jardim Tropical; Alameda do Almeida, no Jardim Luz; e Avenida Jataí, no Setor Bela Vista, receberam melhorias semelhantes nesta gestão de Gustavo Mendanha.

Avaliação dos moradores

Os novos espaços têm sido um lugar de descanso, lazer e convivência, melhorando a qualidade de vida, incentivando a prática de esportes e contribuindo para a socialização da comunidade. São 44 praças espalhadas pela cidade; a mais nova delas foi entregue neste mês de dezembro, no setor Rio das Pedras. A população agradece.

A dona de casa Kelly Cristina Arantes, de 28 anos, mora no bairro Jardim Maria Inês, perto da nova praça Elísio Gonçalves Guimarães. Ela leva seus filhos Gabrielly, Emanuelly e Samuel para brincar no playground todos os dias. Kelly conta que o espaço público serve para o entretenimento das crianças. “Agora temos uma praça toda equipada para que as crianças possam se divertir, e eu aproveito para fazer caminhada e usar os aparelhos de ginástica”, comenta a dona de casa. Para ela, agora cabe à população ajudar a cuidar do local. “Se cada um fizer a sua parte, todos aproveitaremos o benefício”, pontua Kelly.

Josefa da Silva, auxiliar de serviços gerais, mora no setor Vila Maria e lembra como era o local antes de ser construída a Praça Bento Alves Ferreira. “Aqui não tinha nada, só o terreno com capim e um campo limpo onde os meninos jogavam bola. Para brincar, as crianças tinham que ir para a Vila Alzira e, para caminhar, a gente tinha que andar na rua ou envolta da escola”. Seu semblante muda quando fala sobre a nova realidade. “Isso aqui é um céu. Agradeço muito a gestão porque essa praça mudou a vida de todos os moradores da região”, descreve Josefa.

Levir Francisco mora e trabalha há 27 anos no setor Cidade Livre. Na avaliação dele, a praça Miguel Rodrigues de Almeida foi uma conquista para quem trabalha e mora no bairro. “Eu sempre trabalhei em frente a esse espaço e antes não tinha nada. As pessoas chegavam e colocavam os carros em cima do terreno e tinha muita poeira. Hoje estamos vendo o benefício em nossa porta e é muito importante para nós que trabalhamos aqui em frente, pois além de valorizar nosso comércio, vamos ter um lugar para trazer nossos filhos para brincar, sentar à noite e bater um papo”, diz o morador.

Foto: Enio Medeiros

Esporte

A iniciação esportiva e o estímulo à prática de atividades físicas também ganharam atenção especial em Aparecida, nos últimos três anos. O Centro Olímpico, com seus mais de 2,5 mil alunos matriculados, ganhou recentemente um campo de futebol society de 39m x 19m, que já está sendo utilizado por 200 crianças da escolinha de futebol.

Desde 2017, quando teve início a atual gestão, o número de alunos atendidos no Centro Olímpico cresceu 316%, saltando de 600 para 2.500 matriculados. São aparecidenses de todas as idades que participam de modalidades como hidroginástica, zumba, capoeira, atletismo, karatê, futsal, vôlei, natação, musculação e futebol de campo.

Outro investimento de grande porte que a Prefeitura está fazendo nos atletas de Aparecida e na comunidade é o complexo Estação Cidadania Esporte. A unidade está sendo construída no Parque Trindade, na Região Leste do município. Com as obras já em fase final, o centro esportivo colocará à disposição dos atletas os mais modernos equipamentos para prática de 13 modalidades olímpicas, como esgrima, ginástica trampolim, levantamento de peso, taekwondo, lutas, ginástica, badminton, tênis de mesa, vôlei, basquete, ginástica artística, judô e atletismo.

Além disso, a Estação Cidadania Esporte será um centro de excelência para prática também das modalidades paraolímpicas de esgrima de cadeiras de rodas, judô, halterofilismo, tênis de mesa, voleibol sentado, goalball e um esporte não-olímpico, que é o futebol de salão. No atletismo, o Estação Cidadania Esporte terá salto em altura, raia de atletismo com 11 metros, salto em distância, salto triplo e arremesso de peso.

“Este é mais um equipamento público que vamos entregar para nossa população em parceria com o governo federal. A Estação Cidadania Esporte irá trabalhar o esporte de alto rendimento, garantindo um espaço qualificado para que nossos atletas possam treinar e melhorar suas habilidades”, comenta o prefeito Gustavo Mendanha.

Para fomentar a participação de atletas de Aparecida em competições regionais, estaduais, nacionais e internacionais, a Prefeitura elaborou um projeto de lei que prevê, já em 2020, a concessão de Bolsa Atleta com investimento total de R$ 500 neste próximo ano. Em 2021, será investido R$ 1 milhão em recursos financeiros para atletas amadores e de alto rendimento nos torneios em que eles estarão representando Aparecida. Gustavo conclui: “O projeto estabelece um auxílio mensal para que eles tenham condições de continuar trilhando esse caminho vitorioso através do esporte”.

Fonte: Allan David / Foto principal. Claudivino Antunes

Deixe sua opinião

x

Veja também

Ação reúne 30 mil moradores da Região Vila Maria

A Prefeitura de Aparecida realizou nesta sexta e sábado, 14 e 15 de fevereiro, mais ...

%d blogueiros gostam disto: