Home / Mundo / Brasil / Cidades / Aparecida lança o Junho Laranja, mês de luta pelas vítimas de queimaduras
Foto: Rodrigo Estrela

Aparecida lança o Junho Laranja, mês de luta pelas vítimas de queimaduras

Foi sancionada pelo prefeito Gustavo Mendanha, na manhã desta quinta-feira, 5, na sala de reuniões do 6º andar do prédio da Cidade Administrativa, a Lei Municipal nº 3.509 de 10 de outubro de 2019 que institui no calendário oficial de eventos de Aparecida de Goiânia o “Junho Laranja”, mês simbolizado por um laço da cor que denomina a mobilização e que será destinado à luta pelos direitos das pessoas sequeladas em queimaduras.

A norma, já aprovada pela Câmara Municipal, entrará em vigor assim que for publicada no Diário Oficial. Ela prevê ações de conscientização dos aspectos preventivos das queimaduras e a divulgação dos primeiros socorros, a educação específica para todas as categorias profissionais envolvidas no tratamento e prevenção das queimaduras, a promoção de congressos, exposições, feiras e mostras para aprimoramento dos tratamentos, bem como a capacitação de profissionais e o desenvolvimento de pesquisas na área, dentre outras atribuições.

 Atenção aos queimados

A assinatura da Lei contou com a participação de vereadores e secretários, como o da Saúde, Alessandro Magalhães, além da vereadora por Goiânia Cristina Lopes e do superintendente Municipal de Atenção à Saúde Gustavo Assunção. O prefeito Gustavo Mendanha relatou que a parlamentar “nos sugeriu essa iniciativa, então enviamos um Projeto de Lei para a Câmara criando o Junho Laranja, mês temático no qual a Saúde e a Educação, em conjunto com outras pastas, vão abordar esse assunto em uma série de atividades nas quais também buscaremos soluções para o melhor atendimento possível às pessoas que sofrem com queimaduras. Agradeço aos vereadores pela aprovação e fiz questão que a vereadora Cristina estivesse aqui hoje participando desse momento”.

Para o secretário de Saúde Alessandro Magalhães, a Lei cria um terreno fértil para avanços no município quanto à atenção a pacientes que sofrem queimaduras: “Goiás precisa de mais locais de referência no atendimento aos queimados, que atualmente é feito no HUGOL e no Hospital de Queimaduras, ambos localizados na Capital. Destaco que essa área engloba diversos setores profissionais e deve ser apresentada à sociedade para difundir a cultura da prevenção de acidentes. Pretendemos, ainda, envolver pacientes, famílias, médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos e outros profissionais da Saúde em busca do aprimoramento científico e de práticas bem sucedidas para cuidarmos das vítimas de queimaduras”, enfatizou ele.

Saúde com excelência

“Fui muito bem recebida pelo prefeito Gustavo, que faz uma administração única. A Saúde de Aparecida está dando um show, mostrando o que é valorizar e tratar bem o ser humano. Com isso, a cidade está atraindo pessoas para se tratarem aqui porque elas sabem da qualidade dos serviços prestados. No caso dos queimados, Aparecida está fazendo História porque é a primeira vez que vem do Executivo a autoria de uma Lei do gênero, então é uma honra estar aqui. Nacionalmente, defendo a criação de uma campanha de prevenção como já tivemos nos anos 1970. Casos como o da Boate Kiss não podem ser esquecidos”, afirmou Cristina Lopes. A vereadora ainda conclamou todos os presentes a trazer um Centro de Queimados para o município e argumentou que “existiam no Brasil 128 Centros e hoje temos apenas 62. O prefeito Gustavo imediatamente absorveu o projeto que agora se tornou Lei no município, dando uma demonstração clara da preocupação dele com a saúde da população. Prevenir queimaduras é cuidar da vida”.

Fonte: Polliana Martins / Foto: Rodrigo Estrela


Deixe sua opinião

x

Veja também

Sem apoio: sobre medidas contra coronavírus, Caiado se reunirá com prefeitos nesta segunda-feira (18/5) às 18h

O governador Ronaldo Caiado anunciou, na tarde deste domingo (17/5), que irá se reunir com ...

%d blogueiros gostam disto: