Home / Mundo / Brasil / Cidades / Anunciada concorrência pública para projetos dos corredores de ônibus em Goiânia

Anunciada concorrência pública para projetos dos corredores de ônibus em Goiânia

Objetivo é que os projetos atendam a real concepção dos corredores, que funcionam como pistas expressas para o transporte público de passageiros

Com foco na política de preparar Goiânia para o futuro, a Prefeitura de Goiânia vai contratar empresas para o desenvolvimento de projetos de corredores de ônibus nas avenidas 24 de Outubro e Independência e requalificação dos já existentes nas avenidas 85 e T-63.  Avisos de concorrência pública, do tipo técnica e preço, foram publicados no Diário Oficial do Município e os processos serão abertos nos dias 7 e 8 de outubro. Os editais estão disponíveis no site www.goiania.go.gov.br.

Com recursos do Governo Federal, estimados em R$ 2.818.099,22, as empresas vencedoras serão responsáveis pelos projetos: geométrico, de drenagem, pavimentos, sinalização vertical, horizontal e semafórica, laços detectores e infraestrutura para a rede de monitoramento e informação (rede de lógica) e iluminação.

Os corredores preferenciais atendem ao programa da atual gestão de investimento em mobilidade urbana, com vistas a destravar o tráfego de veículos, promover as condições de acessibilidade e melhorar a fluidez do transporte coletivo, reduzindo o tempo de viagem e espera dos usuários. Atendem também ao Plano Nacional de Mobilidade Urbana, instituído em 2012 pelo Governo Federal, que estabelece, entre outras diretrizes, priorizar os deslocamentos a pé dentro das cidades, os não motorizados e os coletivos sobre os individuais.

Para o prefeito Iris Rezende, o crescimento acelerado da capital é incontestável e exige políticas públicas de melhoria da mobilidade urbana. “Goiânia é uma cidade grande e que não para de crescer. A organização do trânsito é fundamental neste contexto. E os corredores exclusivos fazem parte de um projeto extenso, que envolve desde o trabalho de conscientização até o melhoramento do transporte coletivo em nossa capital. Estamos empenhados neste trabalho incessante que, tenho certeza, trará grandes resultados para os goianienses’, ressalta.

A intenção da prefeitura é que os projetos atendam a real concepção dos corredores, que funcionam como pistas expressas, cujo objetivo é acelerar o transporte público, destravando o trânsito e diminuindo o tempo da viagem para o usuário. A ideia é implantar corredor ao longo da 24 de Outubro e da Independência e requalificar as faixas preferenciais das Avenidas 85 e T-63, com pavimento rígido nas baias destinadas aos pontos de embarque e desembarque de passageiros (PEDs), e o pavimento flexível existente, tanto na faixa preferencial quanto nas faixas destinadas ao tráfego geral, será totalmente requalificado, assim como os canteiros centrais, onde houver.

Os corredores receberão nova sinalização horizontal, vertical e semafórica, novos abrigos nos PEDs e infraestrutura destinada à rede de lógica, fornecimento e implantação dos equipamentos necessários para o funcionamento da rede (ex: câmera Speed dome, postes, etc), e implantação de nova iluminação artificial em LED, em substituição à iluminação existente e, também, rede de drenagem nos pontos críticos definidos em projeto.

As calçadas que fazem divisa com os corredores serão padronizadas, com desenho universal, em atendimento à Norma 9050/2015 e ao Decreto Municipal nº 3057/2015.

O secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan da Cunha Mattos, assegura que os recursos já estão garantidos no Orçamento da União e esclarece que a construção será feita por trechos, como vem acontecendo com a Avenida Leste-Oeste.

“Nesse primeiro momento, estamos licitando as empresas que farão os projetos dos corredores de ônibus que planejamos para Goiânia. Após esse processo, vamos definir a estratégia de construção, que deverá ser por trechos e licitar esses trechos separadamente para executar até o final da gestão. O que não der para concluir, já estará licitado para o próximo prefeito que assumir, mas é importante ressaltar a iniciativa e o investimento que estamos fazendo para transformar a mobilidade urbana da nossa Capital”, frisa o secretário.

Corredores

Corredor Avenida 24 de Outubro – abertura dia 7 de outubro

Extensão: 3,4 km

Trajeto: Setor dos Funcionários, Campinas, Setor dos Aeroviários e Esplanada dos Anicuns

Pontos de embarque e desembarque de passageiros: Possui 31 PEDS

Linhas de ônibus: 17 linhas de ônibus operando na via.

Orçamento: R$ 423.685,51

Corredor Avenida 85 – abertura dia 7 de outubro

Extensão: 7,2 km

Trajeto: Setor Sul, Marista, Bueno, Serrinha e Parque Amazônia

Pontos de embarque e desembarque de passageiros: Possui 48 PEDS

Linhas de ônibus: 13 linhas de ônibus operando na via.

Orçamento: R$ 886.745,73

Corredor Avenida Independência – abertura dia 8 de outubro

Extensão 6,7 km.

Trajeto: Início no Setor Leste Vila Nova, passando pelo Setor Central, Setor Aeroporto, Setor dos Funcionários e chega a Campinas.

Pontos de embarque e desembarque de passageiros: Possui 28 PEDS

Linha de ônibus: 25 linhas de ônibus operam na via.

Orçamento: R$ 828.737,28.

Corredor Avenida T-63 – abertura dia 8 de outubro

Extensão: 5,7 km

Trajeto: Início no Setor Pedro Ludovico e atravessa os Setores Bela Vista, Bueno, Nova Suiça, Jardim América até o Parque Anhanguera.

Pontos de embarque e desembarque de passageiros: Possui 28 PEDS

Linhas de ônibus: 11 linhas de ônibus operando na via.

Orçamento: R$ 678.930,70.

Portal Oficial da Prefeitura de Goiânia / Nara Serra, da editoria de Infraestrutura

Deixe sua opinião

x

Veja também

Inscrições para 4º Casamento Comunitário seguem até dia 20 de setembro

Programa da Prefeitura de Aparecida, que está em sua 4ª edição, realiza sem custo a ...

%d blogueiros gostam disto: