Home / Mundo / Brasil / Cidades / 27ª Geladeira Literária apresenta universo do modernismo de Tarsila do Amaral de forma lúdica a estudantes de Aparecida
Foto: Robert Junior

27ª Geladeira Literária apresenta universo do modernismo de Tarsila do Amaral de forma lúdica a estudantes de Aparecida

Aparecida tem se tornado palco de uma verdadeira revolução silenciosa por meio das diversas políticas públicas de universalização do acesso à literatura e à educação realizadas pela Prefeitura. Uma das ações de maior relevância é o projeto Geladeira Literária, que tem transformado a mundo de milhares de crianças e adolescentes da cidade de forma leve e lúdica. A 27ª geladeira recheada de livros de diversos autores foi entregue aos alunos do Colégio Estadual Nova Cidade, que conheceram também o universo do modernismo brasileiro nas obras e história da pintora e desenhista Tarsila do Amaral.

“Essa ação de desmistificar o hábito da leitura para essa garotada é importantíssima. Os livros podem ser lidos ou somente folheados a qualquer momento. E também podem ser trocados por livros que eles trazem de casa. Então temos também um intercâmbio entre os próprios alunos. Mas o projeto também é muito interessante porque traz apresentações culturais, que acabam abrindo o universo desses alunos” – pontua Guido Marco, secretário executivo de Cultura e Turismo. Ele explica que a cada edição do projeto é escolhida uma personalidade, que é pintada na geladeira. “Isso os motiva a estudar e refletir um pouco mais sobre a história do Brasil e de personalidades do mundo. Tenho certeza de que este projeto trará um grande retorno. Eu sempre digo que o mundo muda quando a gente lê um livro”.

A cada edição a carcaça de uma geladeira é transformada em objeto de arte, uma espécie de quadro em três dimensões. Ao interagirem com ela, os estudantes acabam sendo despertados para as artes em geral.  O projeto prevê a customização e entrega de 200 geladeiras em escolas, empresas, cartórios, shoppings e locais públicos de todos os cantos da cidade. “Pra  mim é um incentivo porque eu gosto de ler. E acho que pode ajudar a incentivar as pessoas que ainda não sabem da magia da leitura. Espero que as pessoas tenham curiosidade de abrir a geladeira e ler os livros” – Maria Eduarda Costa de Oliveira.

Marcelo Costa, coordenador do projeto, conta que serão entregues outras 70 geladeiras neste ano. “Cada edição é uma satisfação imensa. A geladeira  sempre chega coberta por um pano e, quando o retiramos, o olhar das crianças e dos adolescentes é muito gratificante. Isso acaba despertando o interesse delas. E não apenas pela leitura, mas pelas artes em geral. E o brilho no olhar desses alunos não tem preço. Inclusive, estamos precisando de novas carcaças. Aqueles que estiverem interessados em apoiar o projeto podem doar outras geladeiras. Basta avisar que recolhemos no local” – explica.

Ele conta que os temas são definidos após visitas às escolas. “Observamos o perfil dos alunos, a faixa etária, e depois definimos o tema”, disse Marcelo. “Achei muito interessante porque eu particularmente gosto de ler. Achei coisas novas que não estou acostumado a ler, diferentes das que tenho costume, então está sendo uma oportunidade de conhecer novos autores. Vou separar alguns livros lá de casa para fazer uma troca. É muito bom pois qualifica o nosso aprendizado, principalmente na leitura e as as pessoas que não têm o costume de  ler vão passar a ter” – conta Leonardo dos Santos, estudante da unidade escolar.

Fonte: Frederico Noleto
Foto: Robert Junior

Deixe sua opinião

x

Veja também

Mutirão leva serviços de infraestrutura e urbanização para a região do setor Serra Dourada

O setor Serra Dourada e outros quatorze bairros estão sendo beneficiados os serviços da 16ª edição ...

%d blogueiros gostam disto: