Home / Mundo / Brasil / Cidades / “2018 será um ano ainda melhor para Aparecida”, diz prefeito ao fazer breve balanço da sua gestão
Foto: Rodrigo Estrela

“2018 será um ano ainda melhor para Aparecida”, diz prefeito ao fazer breve balanço da sua gestão

“Nosso foco era continuar oferecendo serviços públicos de qualidade e não permitir que houvesse qualquer tipo de paralisação ou atraso nas obras que já estavam em execução” – Gustavo Mendanha

Ao fazer um balanço do seu primeiro ano de mandato à frente da Prefeitura de Aparecida de Goiânia e de elencar projetos para este ano que se inicia, Gustavo Mendanha resume os primeiros meses de 2017 como um “grande desafio” pelo fato de suceder Maguito Vilela, um ex-governador e um ex-senador que “fez muito pela cidade” em oito anos de gestão e que tinha “altíssima aprovação popular”.

“Nosso foco era continuar oferecendo serviços públicos de qualidade e não permitir que houvesse qualquer tipo de paralisação ou atraso nas obras que já estavam em execução. Graças ao esforço de toda a equipe, nós conseguimos atingir estes objetivos. As nossas contas estão em dia e todos os salários dos servidores estão pagos, incluindo o décimo terceiro”, comemora o prefeito.

Gustavo afirma que as crises econômica e política registradas em 2016 ainda “assombravam” o país e que ambas impactaram, negativamente, as administrações de milhares de municípios brasileiros em 2017, principalmente pela falta de recursos que, anteriormente, eram disponibilizados pelo governo federal. Para este ano, ele tem perspectivas mais animadoras. “Estamos com muitos projetos engatilhados em diversos ministérios em Brasília (DF) e que aguardam verba da União. Em 2018 muitos sairão do papel, tenho certeza disso”, enfatiza.

Ainda falando em desafios, o prefeito avalia que, em 2017, a área da Saúde, em Aparecida, foi uma das que mais lhe demandou atenção porque, em comparação com o ano anterior, as unidades do município atenderam um número 40% maior de pacientes, a grande maioria de outras cidades – estima-se, inclusive, que este aumento possa ter sido provocado por graves problemas enfrentados pelo sistema de Saúde na Capital.

É neste contexto que o prefeito relembra que na sua gestão, conseguiu inaugurar quatro Unidades Básicas de Saúde (UBS) e uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) localizada no Parque Flamboyant, cujas obras haviam sido iniciadas na gestão passada. E assegura que, em 2018, será entregue à população o Hospital Municipal. “Ainda aguardamos a segunda e última parcela com recursos que serão encaminhados pelo Ministério da Saúde para compra de equipamentos. Este foi um pedido meu ao próprio presidente da República, Michel Temer, que nos recebeu no Palácio do Planalto”, explica.

Para este ano, Gustavo Mendanha também prevê o início da substituição de parte da iluminação da cidade por lâmpadas de LED, mais econômicas e mais eficientes. No que diz respeito à pavimentação asfáltica, o prefeito acredita que conseguirá asfaltar muito mais ruas de terra do que em 2017. “Nesta área, tudo o que fizemos em 2017 foi praticamente com recursos próprios. E agora devem chegar os recursos do governo federal – somente no Ministério das Cidades pleiteamos mais de R$ 50 milhões para asfalto”, anuncia Gustavo.

Outro grave problema enfrentado pela administração do prefeito foi a falta de água, durante o forte período de estiagem que atingiu todo o Estado. Como o fornecimento é de responsabilidade da Saneago – portanto, do governo do Estado -, a prefeitura, por pouco, não teve que decretar estado de emergência para que, assim, tivesse rápido aval para perfurar poços na cidade e garantir o abastecimento em locais de suma importância, como escolas, CMEIs e unidades de saúde.

Para 2018, diz o prefeito, este problema deve ter um “final feliz”: na última sexta-feira (29 de dezembro), o prefeito assinou em Brasília, junto ao Ministério das Cidades, toda a documentação necessária para liberação dos recursos federais que serão empregados na obra do “Linhão”, que fará a interligação do Sistema Produtor Mauro Borges, em Goiânia, à Região Leste de Aparecida.

Ainda na lista de boas novidades para 2018, Gustavo Mendanha também lembra que a prefeitura finalizou, recentemente, processo licitatório para construção de 15 novos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) na cidade. “Se levarmos em conta tudo que já temos programado para este ano com as articulações políticas junto aos parlamentares da bancada goiana no Congresso Nacional – para que viabilizem recursos via emendas -, tenho certeza de que teremos um ano promissor e cheio de boas novas”, encerra o prefeito.

 
Fonte: Thiago Marques

Deixe sua opinião

x

Veja também

Sem apoio: sobre medidas contra coronavírus, Caiado se reunirá com prefeitos nesta segunda-feira (18/5) às 18h

O governador Ronaldo Caiado anunciou, na tarde deste domingo (17/5), que irá se reunir com ...

%d blogueiros gostam disto: